terça-feira, setembro 09, 2008

A Senhora das Especiarias

E finalmente um livro fantástico, verdadeiramente original em todos os aspectos, com uma leitura agradabilíssima e inventando uma estética com a qual me identifico totalmente.Já tinha visto o filme na televisão, que me pareceu na altura inovador em muitos aspectos, desde a história em si ao aspecto propriamente cinematográfico. Depois comprei o livro nas Canárias, em Espanhol, "La Señora de las Especias". Talvez goste mais dele assim, com palavras que não entendo, mas hei-de lê-lo em português. Não sei se já pensaram nisso, mas há frequentemente muitas coisas que não entendemos num livro e que às vezes contribuem para o seu encanto: os nomes das árvores que não conhecemos e portanto não podemos imaginar como são, neste caso o nome das especiarias, etc... O livro é puramente ficcional, no essencial não se parece nada com a realidade, mas ao mesmo tempo absorve um grande manancial do real.

Conta a história completamente fantasista de uma feiticeira indiana, mestra de especiarias, que vive numa loja em Oakland, sem poder pôr os pés na rua durante toda a vida, pelos votos que fez. Vende especiarias como feitiços e tem a missão de ajudar com elas os indianos que lhe frequentam a loja, embora estes, na sua maioria, nem saibam que ela os ajuda.

Embora esteja escrito em prosa, o livro tem uma imensa dose de poesia. Li, da mesma autora, também em Espanhol, "Irmãs da Alma" (traduzo eu o título). É interessante, mas este parece ser a sua obra-prima.
Ambos se baseiam também muito nas sensações, nas imagens e em particular no olfacto.

3 comentários:

maria disse...

Comprei esse livro a semana passada, "Livro de Bolso", por pouco mais de 3€. Ainda não o comecei a ler, mas o apetite ficou aguçado!!

Nádia Jururu disse...

Três Euros? Onde?
Vou comprar vários e oferecê-los.

maria disse...

No Feira Nova..havia lá muitos!!
Três euros e setenta e dois cêntimos!!

E há ainda outros interessantes...