segunda-feira, abril 06, 2015

Os pecados originais são, de longe, os melhores.

Autor destas palavras? Eu. Por isso vão sem aspas.

terça-feira, março 31, 2015

HAD I the heavens’ embroidered cloths

HAD I the heavens’ embroidered cloths,
Enwrought with golden and silver light,
The blue and the dim and the dark cloths
Of night and light and the half light,
I would spread the cloths under your feet:
But I, being poor, have only my dreams;
I have spread my dreams under your feet;
Tread softly because you tread on my dreams.


W.B. Yeats (1865–1939)

sexta-feira, março 20, 2015

Sinto às vezes necessidade dos longínquos horizontes, como quando se navega por mar

sábado, março 07, 2015

Boa primavera! Que vos guiem as andorinhas

Nestes últimos dias de inverno, sente-se já a primavera em Lisboa.
Pela luz, pelas flores das bordas de rua,
Ainda parecidas, às vezes com as bordas das estradas rurais,
Pelo canto e pelo voo dos pássaros

Pela primavera, pelas flores
Pelas andorinhas

Boa primavera!

domingo, março 01, 2015

Os jardins ocultos

Ainda não começou a primavera, mas já se sentem, por Lisboa, os múltiplos aromas dos jardins que se ocultam por detrás dos edifícios.

sábado, fevereiro 14, 2015

O Carnaval e a Beleza do Mundo

Não aprecio as comemorações de Carnaval.
O meu Carnaval será interior, na tranquilidade de ser.
Na contemplação da beleza do mundo

Da beleza visual, escrita, falada, poética,
Da beleza imaginada, sem palavras nem formas,
Da beleza inexprimível

Que tentarei sempre ver e dizer

quarta-feira, janeiro 07, 2015

Reis Magos





Adoração dos Reis Magos, Hieronymus Bosch, 1495, Museo Nacional del Prado, Madrid, oil on panel, 138 x 144 cm