sexta-feira, julho 20, 2018

Tâmara

O homem consegue vencer deserto, saindo das areias sequioso de água, esfomeado de pão e, ao estender as mãos suplicantes, recebe nelas o mais doce fruto da criação.

 Como uma dádiva do calor e do pó:
 A tâmara.

sexta-feira, junho 29, 2018

O Céu e a Terra, em Lisboa




Foto tirada de janela de Lisboa, onde se vê ser mais importante o céu do que a terra.



"Que o céu e a terra, pedras conjugadas
Do moinho cruel que me tritura,
Saibam que ha gritos como há nortadas,
Violências famintas de ternura." - Miguel Torga

segunda-feira, junho 18, 2018

"O espantoso esplendor do mundo"



"O espantoso esplendor do mundo"* - Lisboa, anoitecer do dia de Santo António.

* Expressão poética de Sophia de Mello Breyner.

quinta-feira, maio 10, 2018

"Espiga" Raminho simbólico de flores e de folhas, sem faltar a espiga de trigo





Dia da Espiga, quinta feira da Ascensão, uma quinta de maio. Compra-se espiga, que se dependura na casa, depois de ter retirado a espiga do ano anterior. Que cumpriu a sua função de dar sorte à casa.

Ditado popular:

“Se chover na Quinta-feira da Ascensão, as pedrinhas darão pão.”

Mas não choveu, este ano.

Simbologia da Espiga

Espiga de trigo (em número ímpar): pão;
Malmequer: ouro e prata;
Papoila: amor e vida;
Oliveira (um ramo): azeite e paz; luz, divino;
Videira (1 ramo): vinho e alegria
Alecrim: saúde e força.

A tradição tinha também um pãozinho pequeno, mas essa parte foi esquecida. Algumas poucas vendedoras de espigas trazem o pãozinho para as suas freguesas, a grande maioria não. 

terça-feira, abril 10, 2018

"Da queda erguida d'água-vida tão contente e são"



Canção muito bela, tanto pela música como pela letra.
Ambos de Caetano Veloso.
Letra

"A queda-d'água ergueu-se à minha frente
De repente...
Tudo ficou de pé eternamente
A floresta, a pedra, o vento vertical do abismo

E o senhor que anima esse ambiente
Ficou comigo...
Eu sou potente e contenho a visão
Da queda erguida d'água-vida tão contente e são
Havia ali a presença toda sã
De minha irmã e coisa mais que azul
A lua, lua, lua, lua, lua
Sobre um pinheiro do sul"

quinta-feira, março 29, 2018

Páscoa Feliz




O blogue Escrevedoiros deseja todos os seus seguidores uma 
                                            Páscoa Feliz


Imagem da net: Ovo Fabergé 

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

Rouxinol poeta

"Ao escutarmos a voz do rouxinhol, que vive nos bosques, ou a da rã, que chapina nos charcos, convencemo-nos de que todos os seres podem exprimir-se pela poesía."
"As we listen to the voice of the nightingale, which lives in the wood, or the frog, which splashes in the pond, we are convinced that all living beings may express themselves through poetry."
Wesceslau de Moraes, Bon Odori

Do livro FLORA NIPÓNICA NO JARDIM BOTÂNICO DE LISBOA (Um passeio com Wenceslau de Moraes)