sábado, março 01, 2008

Ainda os pássaros: é o tempo deles...

Gosto de pássaros, por isso nunca tive nenhum
Sempre me pareceu a posse menos importante do que a liberdade
A deles e a minha

2 comentários:

Anônimo disse...

Hoje cedo, observava alguns pássaros a beira-mar. Eram pardais e andorinhas. Brincavam como crianças. Corriam a cada onda que chegava. Cantavam felizes e livres, louvando os primeiros raios de sol. Lembrei de você, e da posse e da liberdade. Também gosto de pássaros, mas sempre os quis livres.

Andarilha

p.s. Estamos no verão, e as chuvas de março deixam os dias mais azuis...

Nádia Jururu disse...

Agrada-me pensar que alguém se lembrou de mim no Nordeste do Brasil, ontem, por ver os pássaros e por se lembrar daquilo que eu escrevi.

E por pensar em liberdade.

Prometi uma surpresa para Abril. Esperem, não me esqueci. É possível adivinhar qual será o género da surpresa, acho eu...