sexta-feira, agosto 17, 2007

Cicuta e a minha sombra



Li recentemente, num romance italiano de Jovine, que se usava a cicuta também como pomada para as feridas.
Como têm vindo cá várias pessoas pesquisar sobre o assunto, o romance é o seguinte:
A Senhora Ava : romance / Francesco Jovine.- Lisboa : Minerva, 1965
Posted by Picasa

2 comentários:

Fábula disse...

isto é que é a cicuta, a famosa, do Sócrates? parece tão inocente... ;)

Nádia Jururu disse...

Parece mas não é. Há muita por aí, também falo dela no meu outro blogue.
E é bonita, não acha?