segunda-feira, novembro 06, 2006

O Conhecimento do Deserto

Julguei ter conhecido o deserto, até ao dia em que olhei, por acaso, para o fundo dos olhos dela.
Nesse dia descobri, enquanto olhava para baixo, que o meu deserto era o lugar das caravanas de passagem, o das colinas mutáveis, douráveis ao nascer e pôr do sol, o deserto das miragens, o lugar de onde se sonha a água, de onde se anseia a frescura e a abundância das chuvas torrenciais.


E o deserto dela era apenas a sede.

2 comentários:

Anônimo disse...

Grandes são os desertos e desertas as almas que os povoam...fernando pessoa

Nádia Jururu disse...

Não conheço esse do Pessoa...