terça-feira, abril 01, 2008

Águas Passadas

Águas Passadas

Hoje, dia um de Abril, gostava de dizer uma mentira, mas já há tantas mentiras... quem iria distingui-la da verdade?

Posted by Picasa

Um comentário:

maria disse...

Alegres campos, verdes arvoredos,
Claras e frescas águas de cristal,
Que em vós os debuxais ao natural,
Discorrendo da altura dos rochedos;

Silvestres montes, ásperos penedos
Compostos de concerto desigual;
Sabei que, sem licença de meu mal,
Já não podeis fazer meus olhos ledos.

E pois já me não vedes como vistes,
Não me alegrem verduras deleitosas,
Nem águas que correndo alegres vêm.

Semearei em vós lembranças tristes,
Regar-vos-ei com lágrimas saudosas,
E nascerão saudades de meu bem.

Camões

(Hoje, para passar o tempo, deu-me para "isto"! Mas a "culpa" também é destas belas fotografias...)